Vereadores cobram explicações da CPTM

0
525

Os vereadores da Câmara aprovaram um requerimento na última sessão ordinária, dia 29, solicitando informações sobre as obras da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) no trecho Itapevi-Amador Bueno, da Linha 8-Diamante. O requerimento foi apresentado pela bancada do PT, composta por Fláudio Azevedo Limas, Cláudio Dutra Barros e Adilson Peres, mas foi prontamente subscrita pelos demais vereadores. De acordo com a justificativa apresentada, a população da região está reclamando da desativação da estação CimenRita que ficava entre as estações Santa Ria e Ambuitá.

Iniciada em maio de 2010, a conclusão da reforma promovida no trecho estava prevista para meados deste ano, o que não ocorreu. “A principal reclamação se refere à desativação da estação Cimenrita e mudança de local da estação Santa Rita, o que está causando a depreciação dos imóveis. Queremos saber se existem estudos referentes ao prolongamento da Avenida Pantalena até a estrada de Araçariguama, paralelamente à linha férrea e atravessando o bairro de Ambuitá”, informou o vereador Fláudio.

Adilson Peres endossou o pedido de informações sobre a possibilidade de implantação de um novo viaduto interligando a Avenida Pantalena à rodovia Renê Benedito Silva, na altura do mercado Paraná. “Isso vai possibilitar o acesso dos moradores locais aos bairros Jardim Santa Rita, Vila Santa Rita, Jardim Marina, Jardim Itacolomi e Jardim Sorocabano”, explicou.

Segundo informações veiculadas na imprensa regional, após o fim da obra quem utilizava a estação Cimenrita terá de pagar por um ônibus municipal cuja tarifa é de R$ 3,00 para chegar ao trem. “A população que vai para Osasco e São Paulo terá que pagar o ônibus até o trem, gastando mais tempo e dinheiro. O bairro vai ficar isolado”, reclamou o aposentado José Augusto, que mora no Jardim Sorocabano.

O vereador Igor Soares usou a palavra para acrescentar um pedido ao presidente da Câmara, Luciano de Oliveira Farias (Bolor), propondo que fosse convocado um representante da CPTM para fornecer as explicações necessárias: “Eu pessoalmente já solicitei informações à CPTM, que nem se deu o trabalho de responder”, comentou.

Já o vereador Marcos Godoy (Teco) aproveitou para direcionar o pedido de informações também ao deputado estadual João Caramez: “Senhor deputado, os moradores do Santa Rita precisam de uma resposta”. Teco também cobrou um posicionamento do vice-prefeito de Itapevi, Jaci Tadeu, que é titular da Secretaria Municipal de Planejamento: “O vice-prefeito acompanhou o projeto desde o início e não considerou nas conseqüências que prejudicariam o povo”, ressaltou.