Curso e Prêmio Ricardo Boechat de Jornalismo Político começam hoje

0
142

Começa neste sábado, 14, a primeira edição do Curso e Prêmio Ricardo Boechat de Jornalismo Político, organizado pela Câmara Municipal de Itapevi e a Escola do Parlamento Dr. Osmar de Souza. Destinado para estudantes de jornalismo e jornalistas recém-formados, a ação tem como objetivo contribuir para o aprimoramento da cobertura da pauta política e o uso de novas plataformas.

O curso que terá a duração de oito meses recebeu mais de 200 inscrições, das quais 86 foram selecionados para participar da primeira edição. As aulas abordarão o conteúdo teórico da política, o estudo das linguagens e formatos para plataformas multimídias e a parte prática direcionada para a produção de pautas que irão concorrer ao prêmio.

A ação conta com a parceria da Cátedra UNESCO/UMESP de Comunicação para o Desenvolvimento Regional e o grupo de pesquisa “Jornalismo Humanitário e Media Interventions. ”

O curso foi criado pelo diretor geral da Escola do Parlamento, Dr. Roberto Lamari, e desenvolvido pelo diretor acadêmico Marcelo Damasceno. Segundo Lamari, “a intenção inicial do curso foi fazer uma homenagem ao jornalista Ricardo Boechat. No dia do acidente todos sentimos a dor da perda de um amigo, porque essa era a forma que ele se comunicava. Inteligente, sério, engraçado, ranzinza, ou seja, exatamente como pessoas que conhecemos. Para muitos, ele era uma companhia diária, e nada mais justo do que eternizar seu nome fazendo um curso de jornalismo político. Esta área é um dos pilares da democracia, esclarece o cidadão sobre o cotidiano da vida política e nos últimos tempos tem revelado casos de corrupção, fazendo um trabalho social que valoriza a cidadania. ”

Já a coordenadora do curso e do prêmio, a jornalista e professora, Cilene Victor, diz que o curso é importante para solidificar a democracia. Cilene conta que admirava o Boechat pela sua posição firme principalmente no rádio, onde fazia críticas a ambos os lados. “Hoje, ainda mais do que nunca, um jornalista como ele seria importante. Seria interessante saber suas opiniões e seria bom ter sua ajuda na batalha da democracia contra o totalitarismo”, afirmou a professora.

Cilene ainda salientou que cursos livres de jornalismo, como este, não devem ser rivais dos cursos de graduação. “Este curso é de extensão, e tem o objetivo de aprimorar o conhecimento. O meu papel é de buscar dar continuidade a esse curso nos anos seguintes, além de acompanhar o desenvolvimento das aulas”, continuou a jornalista.

As aulas teóricas ocorrerão de setembro a dezembro de 2019, a parte prática, produção das pautas que terão como tema “A atuação do Poder Legislativo na construção da cidadania no Brasil”, entre janeiro e abril de 2020. A premiação acontecerá em junho de 2020 e será composta pelas categorias: pauta, artigo de política, crônica, editorial de política, reportagem, notícia, fotojornalismo e edição.

O curso conta com alunos nas cinco regiões do Brasil, espalhados em 14 estados mais o Distrito Federal. São 161 inscritos no estado de São Paulo, 13 no Rio de Janeiro, cinco em Minas Gerais, cinco no Distrito Federal, quatro em Santa Catarina, três na Bahia, três no Paraná, três em Goiás, dois no Espírito Santo, dois no Rio Grande do Sul, dois no Ceará, dois no Mato Grosso, um no Amazonas, um no Pará e um no Acre.

 

Ricardo Boechat

A direção da Escola do Parlamento escolheu o nome do jornalista Ricardo Boechat pelo trabalho jornalístico realizado nos últimos anos no Jornal da Band e o programa matutino da rádio BandNews FM, além de ser colunista da revista IstoÉ.

Considerado um dos nomes mais brilhantes da imprensa brasileira, Boechat atuava fortemente na cobertura da pauta política, sempre de forma clara e objetiva ao cidadão. Fatores importantes para manter viva a memória de um importante jornalista brasileiro.

 

Apoio

A ação tem o apoio da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo e de Cotas (Abel), Associação Paulista de Escolas do Legislativo e Contas (Apel), Federação Nacional dos Servidores dos Legislativos e dos Tribunais de Contas Municipais (Fenalegis), Senado Federal, RDX Comunicação, Digital 5, Diário da Região, CDN Comunicação, Rádio Stilo, União dos Vereadores do Estado de São Paulo (Uvesp), Diário da Região, Jornal Imprensa Regional, Fundação Escola de Sociologia e Política do Estado de São Paulo (FESPSP).