No mês da Enfermagem, CMI aprova moção de apoio a piso salarial da categoria

0
414

Na sessão desta terça-feira, 18, os vereadores da Câmara Municipal de Itapevi (CMI) aprovaram a moção 12/2021, em apoio à criação de um piso salarial nacional para os profissionais da enfermagem.

Proposta pelo vereador Bruxão Cavanha (PL), a moção endossa o teor do projeto de lei 2.564/2020, do senador Fabiano Contarato (Rede/ES), que fixa piso nacional de R$ 7.315 para enfermeiros, R$ 5,4 mil para técnicos (75% do pago a enfermeiros) e R$ 3,6 mil para auxiliares (50%).

“Estes profissionais da saúde sempre foram e seguiram sendo de extrema importância nas unidades básicas de saúde, prontos-socorros e hospitais, mas na pandemia de Covid-19, eles se desdobraram para atender da melhor forma os pacientes acometidos pelo novo coronavírus em cada unidade de saúde do país. Vale lembrar que em muitos casos colocaram em risco as próprias vidas para salvar outras. São inúmeros os gestos de profissionalismo e amor ao próximos que validam o apoio de todos ao PL que pode fixar o piso nacional da categoria”, justificou o vereador no documento.

Na defesa do PL no Senado, Contarato (REDE/ES) enfatizou que pelo menos 52 mil enfermeiros foram contaminados com o coronavírus e que muitos dos trabalhadores da área perderam a vida no enfrentamento à doença.

Bruxão Cavanha (PL), pediu que, além de aprovar a moção, que os parlamentares entrem em contato com os deputados e senadores, pedido a aprovação do projeto de lei do senador Contarato nas das duas Casas de Leis (Câmara dos Deputados Federais e Senado).

Os vereadores Professor Rafael (Podemos), Aparecido (Podemos), Marcelo Alemar (Podemos), Mariza (Podemos), Professora Camila Godói (PSB), Zeti da Adega (PSB), Tininha (PSD), Nenezinho (PSD), Akdenis(PSD), Thiaguinho (DEM), Mauricio Japa (DEM), Denis Lucas (Republicanos), Sarará (PL), Rogerio Fisioterapeuta e Zeca da Piscina (PTB) manifestaram apoio a moção em plenário e subscreveram o documento que será encaminhado ao senador Contarato e a parlamentares em outras casas legislativas do país.