Câmara de Itapevi volta do recesso com pauta produtiva

0
368

Vereadores aprovaram Moção de aplauso à Secretaria de Esportes e Lazer de Itapevi e vários requerimentos que beneficiam a cidade.

 

A Câmara Municipal de Itapevi retomou seus trabalhos legislativos nesta terça-feira, dia 6 de agosto, após o período do recesso do mês de julho. Os vereadores iniciaram as sessões do segundo semestre aprovando uma Moção de Aplauso à Secretaria de Esportes e Lazer, em nome do secretário Joaquim Henrique Simoni e de toda a equipe pela conquista de 16 medalhas na 57ª edição dos Jogos Regionais de 2013, ocorrida no mês passado em Barueri.

Os edis também aprovaram o Projeto de Resolução nº 09/13 (com base na Lei Federal nº 9.608/98), que regulamenta o exercício do trabalho voluntariado no âmbito da Câmara Municipal.

Ao todo, foram aprovados 22 requerimentos, apresentados pelos vereadores Antonio de Paulo (Toni da Gente), Camila Godoi, Julio Portela, Anderson Cavanha (Bruxão do Taxi), Jose Jorge (Jorge da Farmácia), Inácia dos Santos, Ivonildo Andrade (Chambinho), Alexandre Rodrigues, Cláudio Lopes (Tico) e Paulo Rogiério (Prof. Paulinho), bem como 35 indicações de benfeitoria à cidade.

APAE – A sessão também contou com a presença de alunos da APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), acompanhados da diretora Benedita Morelli Franci (Prof.ª Ditinha), que, utilizando-se da tribuna, fez um apelo para que o CONAE (Conselho Nacional de Educação) não opte pelo fechamento da instituição, distribuindo seus alunos à escolas do ensino regular.

“Muitos de nossos alunos já vieram do ensino regular porque não foi possível um acompanhamento ou um ensino de acordo com suas limitações. A APAE é uma instituição que cuida, ensina e educa crianças com deficiência há anos, e o ensino regular como um todo não está preparado para isso. Esse é o meu apelo a todas as autoridades”, afirmou a diretora da instituição.

Falando em nome dos vereadores, o presidente da Câmara, Dr. Paulo Rogiério de Almeida (Prof. Paulinho), declarou total apoio à APAE e se prontificou a articular os demais legislativos da região: “A APAE não pode deixar de existir. O que falta são investimentos na instituição que, que há muito tempo promove um trabalho excelente dentro de suas possibilidades, sempre com muito carinho e dedicação das pessoas que lá trabalham”.