Câmara de Itapevi aprova alteração da carga horária do magistério e cria comissão para fiscalizar SABESP

0
423

A Câmara Municipal alterou na sessão ordinária desta terça-feira, dia 19 de junho, a redação da Lei nº 1560, de 14 de junho de 2002, que dispõe sobre o plano de carreira e de vencimentos do quadro do magistério público de Itapevi. Segundo a mensagem encaminhada pela Prefeitura ao presidente Luciano de Oliveira Farias (Bolor), a lei agora inclui mais uma jornada de trabalho docente de 28 horas semanais, além de outras duas já previstas, visando se adequar à complexidade da rede municipal que passou a receber profissionais que atuam também em outras redes de ensino.
“A inclusão de uma jornada média entre as duas já existentes (12 e 40 horas semanais) facilitará a compatibilização de horários para a atuação docente, atendendo às necessidades dos professores que trabalham em mais de um turno”, destacou a mensagem.
Na mesma ordem do dia, os vereadores aprovaram a constituição de uma comissão temporária que terá a finalidade de estudar e analisar o Projeto de Lei Complementar 05/2012, que institui o Plano Municipal de Saneamento. De autoria do presidente da Casa, vereador Bolor, a comissão temporária também visa à autorização de assinaturas de convênios com a ARSESP e SABESP referente à prestação de serviços de abastecimento de água e esgoto. A comissão terá um prazo de 90 dias para realizar seus trabalhos, prorrogável por igual período, e foi composta por cinco membros, respeitando a proporcionalidade dos partidos.