Alunos do CEMEB Evany acompanham sessão legislativa

 

Com objetivo de promover o exercício da democracia por meio do conhecimento, a Câmara Municipal de Itapevi recebeu nesta manhã, 13, a vista dos alunos e professores dos quintos anos do Centro de Municipal de Educação Básica (CEMEB) Evany Camargo Ribeiro. 

Na visita, organizada pelo Programa Escola no Legislativo, os alunos tiveram atividades completares sobre os poderes constituídos: Legislativo, Executivo e Judiciário, além de acompanharem a sessão legislativa.

A Câmara recebe toda terça-feira alunos das escolas municipais, estaduais ou particulares de Itapevi.  As vistas ocorrem por meio do Programa Escola no Legislativo.

Informações de como participar do programa pelo telefone: (11) 4141-4472 ramal 257.

Vereador propõe que via de acesso da CPTM vire área esportiva

Durante a sessão ordinária ocorrida na terça-feira, 13, o vereador Rafael Alan (Podemos), solicitou por meio do requerimento 674/2017 se há estudos ou se é possível a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos -  CPTM conceder a área que beira a linha em Amador Bueno, para a prática esportiva.

Considerando que trata-se de uma solicitação feita pelos moradores da região ao vereador, há o destaque da necessidade de um acordo com a CPTM, pois levando em consideração que a comunidade já faz uso constante para várias atividades esportivas há anos, os mesmos temem que o proprietário possa um dia interromper as atividades.

O vereador também pede informações caso haja algum estudo para melhoria da via para que a Casa de Leis tenha conhecimento da situação.

Câmara aprova PL que regulariza o desfile cívico de Sete de Setembro em Itapevi.

 

Na sessão do dia 06 de junho, foi aprovado, no plenário da Câmara de Itapevi, o projeto de lei (PL) 082/217 de autoria do presidente da Casa de Leis, Anderson Cavanha (Bruxão do Taxi).O projeto dispõe sobre a regularização do desfile cívico de Sete de Setembro em Itapevi.

Segundo o autor, há anos a cidade aguarda ansiosa pelo desfile das fanfarras das escolas de Itapevi. “Era uma grande festa cívica que precisa ser retomada para resgatar no coração de cada Itapeviense o espírito do patriotismo”, ressaltou o presidente.

No documento, o presidente ainda destaca que a realização do desfile cívico contribuirá com a educação das crianças, jovens e adolescentes, além de fomentar a cultura e tornar a nossa cidade regionalmente conhecida.

Ciclovia no Corredor Oeste

 

 

Na sessão ordinária ocorrida na terça-feira, 13, o vereador Renatinho (PSDC), solicitou por meio do requerimento 667/2017 informações da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo S.A (EMTU), se no projeto das obras do corredor Oeste, há projeção da construção de ciclovia.

Na justificativa apresentada pelo vereador, as informações solicitas referem-se aos fatos articulados à fiscalização, para que assim os munícipes que buscam por informações referentes ao corredor oeste possam ter um retorno adequado. Contendo a resposta correta será possível buscar uma adequação dos questionamentos dos munícipes e ver se existe projeto para a construção de uma ciclovia.

Vereadores aprovam pedido feito por mães de alunos

 

Com base em pedido feito por mães de alunos em meio a abaixo assinado, o vereador Thiaguinho Silva (PSL) solicitou por meio do requerimento 684/2017 informações sobre a disponibilidade de transporte escolar para alunos da Escola Estadual Professor Air Ferreira do Nascimento. O requerimento foi aprovado na última sessão ordinária que aconteceu na terça-feira (06/06) no Plenário Bemvindo Moreira Nery, na Câmara Municipal de Itapevi.

A escola citada fica localizada na Vila Santa Flora, e encontra-se em um percurso considerado perigoso para os pais e alunos e distante das residências, as mães que organizaram o abaixo assinado ressaltam o fato do transporte coletivo ser caro e demorado e que as famílias que necessitam desse transporte possuem baixa renda.

Em seu requerimento, o vereador cita que este transporte estava sendo feito nos anos de 2015 e 2016, porém neste ano foi suspenso, sendo alternativa aos alunos o passe livre estudantil, mas devido a exigência de percurso mínima de 2km para obter o benefício, muitos alunos que moram a 1,8 km de distância da escola não são contemplados com o benefício.

Sub-categorias