NOTA DE PESAR

 

É com imenso pesar que o presidente da Câmara Municipal de Itapevi, vereador Anderson Cavanha, vem a público para expressar o seu lamento pela chocante morte de uma criança, no bairro do Engenheiro Cardoso, em Itapevi. Nesta data, a guarnição do Subinspetor Maurício e GCM Roberto Gomes atendeu ocorrência de homicídio qualificado / estrupo de vulnerável, sendo a vítima uma criança de 1 ano e 1 mês e a autora a própria mãe. A guarnição foi solicitada a comparecer no Pronto-Socorro do Engenheiro Cardoso, quando foi informada pelo médico plantonista que a criança havia dado entrada já em óbito, por asfixia e com sinais de violência sexual. A criança chegou a ser socorrida pela sobrinha da autora, que na hora da ocorrência estava na igreja quando foi avisada que a bebê, sua prima, estava gritando muito. E por saber que a tia tem problemas psicológicos correu até a residência, onde encontrou a autora no quintal, que confessou que havia matado a filha por asfixia. Ela então adentrou ao quarto e encontrou a criança coberta com uma manta e, ao retirar a manta, viu uma sacola de mercado na cabeça da bebê, com vômitos saindo da boca e do nariz. Logo que retirou a sacola, colocou a bebê em seus braços e correu até rua pedindo socorro, e com a ajuda de um vizinho socorreu a bebê até o PS Engenheiro Cardoso. De posse destas informações, os guardas municipais foram até o local do crime e, ao abordar a mãe, a mesma calmamente informou que havia matado a filha por asfixia, afirmando “ela não merecia viver”. Foi dado voz de prisão a autora e conduzida a autoridade de plantão que ratificou a voz de prisão, ficando a autora deste crime bárbaro à disposição da justiça. Em nome dos 17 vereadores de Itapevi, o presidente do Legislativo Municipal presta a sua solidariedade à dor de toda a população itapeviense, rogando a Deus que tenha misericórdia ante a um crime que afeta não apenas uma cidade, pois matar uma criança inocente é como matar toda a humanidade.