Vereador Prof. Paulinho aprova quatro requerimentos para beneficiar Itapevi

 

A Câmara de Itapevi aprovou na sessão desta terça-feira, dia 24 de outubro, quatro requerimentos de autoria do vereador Prof. Paulinho, que visam beneficiar Itapevi nas áreas da assistência social, saúde, funcionalismo público e infraestrutura urbana.

No Requerimento 906, o parlamentar solicita que a Secretaria de Desenvolvimento Social, Defesa da Cidadania e da Mulher verifique a possibilidade de desapropriar a área que hoje abriga o Centro de Convivência do Idoso Vereador Roberval Luiz Mendes da Silva, com o objetivo de obter investimentos através de convênios com a iniciativa privada.

Já o Requerimento 907 é endereçado à Secretaria de Estado da Saúde, na pessoa do Dr. David Everson Uip. Prof. Paulinho exige informação de como é realizada a coleta de vagas nos hospitais estaduais no sistema CROSS (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde), e também que seja enviado um relatório com as especialidades atendidas bem como as ofertas de vagas, e que seja encaminhado cópia para Secretaria. 

O sistema de avaliação de desempenho funcional dos servidores públicos da administração direta e indireta do município de Itapevi foi o conteúdo do Requerimento 908. O vereador solicita à Secretaria de Administração Gestão e Tecnologia que inclua no projeto de reforma administrativa que está sendo elaborado pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) uma nova regulamentação da Lei Complementar nº 74/2014, que estabelece que a avaliação de desempenho profissional deve acontecer anualmente. “Solicito a possibilidade de alterar para que seja realizada a avaliação citada de 5 em 5 anos em conjunto com a evolução horizontal”, afirmou.

Por fim, o Requerimento 909 solicita informações referentes à condição estrutural do viaduto José dos Santos Novaes, que fica na região central da cidade. “Precisamos saber quando foi feito a última vistoria e manutenção e se existe um cronograma de manutenção preventiva e corretiva, e se o mesmo se encontra de acordo com a NBR 94 e 52/16, que dispõem sobre a inspeção de pontes e viadutos”, comentou.